Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

A crise da masculinidade

Isso é claramente visto por alguém que ainda atende a nova Missa: falta homens. Logo, nas Missas da neo-igreja, permanecerão as mulheres, crianças e afeminados.


Christopher Fleming*

Hoje, na sociedade ocidental pós-cristã, a fraqueza tornou-se uma virtude. O homem ideal, para os modernos, é aquele que se desculpa por tudo, que pensa o dia todo sobre como não ofender ninguém, evitando o confronto a todo custo e sempre falando sobre diálogo e tolerância. Ou seja, um homem que não é um homem. Na guerra contra Deus, Satanás tenta destruir o ser humano e não há melhor maneira de fazê-lo do que distorcendo sua natureza. Para isso, ele quer que os homens se comportem como mulheres e mulheres para se comportar como homens. Homens reais (não personagens de filmes) que demonstram virtudes masculinas, como coragem, honra e sacrifício, são vilipendiados. Fala-se de masculinidade tóxica (nunca ouvi falar de feminilidade tóxica), está implícito que todos os homens são estupradores em potencial e fantasia sobre um mundo feliz governado por mulheres.

Esta ideologia feminista só se arraigou no Ocidente; Os países asiáticos e africanos vivem na margem desta degeneração pós-cristã. O perigo é que se os países ocidentais se rendem ao feminismo radical, elevando a fraqueza como uma bandeira, reduzindo suas forças armadas para meros ONGs e transformando seus homens em idiotas efeminados, os países que NÃO foram infectados por esta doença mental nos veem como presas e alvos fáceis. Como já acontece com o Islã. Os maometanos não estão revertendo os papéis naturais dos homens e das mulheres, de modo que sua sociedade mantém vigor: sua população é jovem e cresce constantemente. Eles percebem nossa fraqueza e sabem que seu tempo virá em breve. Com o perigo que se manifesta sobre o Ocidente, é hora de os homens católicos rejeitarem o estigma que esta sociedade perversa projeta sobre a masculinidade.

Devemos nos opor a todo custo pela busca da igualdade entre homens e mulheres, porque é uma abominação e só pode trazer consequências devastadoras para a nossa civilização. Cerca de 2500 anos atrás, Aristóteles disse:

O homem, a menos que que perca o seu estado natural de alguma forma , é naturalmente mais apto para a liderança do que a fêmea.

O homem e a mulher NÃO SÃO IGUAIS e nunca serão. Hoje em dia, dizer que algo assim parece chocante. É uma heresia para o nosso tempo; é como dizer a um espanhol do século XVI que Maria não era virgem no nascimento. Assim como Santo Inácio de Loyola foi tentado a matar um moro por dizer precisamente isso, o espanhol do século 21, quando houve que as mulheres não são iguais aos homens, tomadas em raiva e denunciam a polícia por incitamento ao ódio. Por esse motivo, para evitar terminar na prisão, devo especificar; Quando digo que o homem e a mulher não são iguais, não significo sua dignidade intrínseca como criaturas feitas à imagem de Deus. Quero dizer, em vez disso, eles são diferentes; não só fisicamente, mas também psicologicamente e espiritualmente. Os liberais que atualmente governam praticamente todos os países do Ocidente usam uma linguagem equívoca, deliberadamente, porque dizer que ambos os sexos são iguais é verdadeiro e falso; é verdade se se refere a uma igualdade essencial, porque não podemos dizer que um sexo tenha mais valor do que outro; e é falso se se refere a uma igualdade acidental, porque o que é diferente não pode ser idêntico. Dizer que homens e mulheres são iguais neste segundo sentido é tão tolo como dizer que crianças e adultos são iguais. Obviamente, a vida de uma criança tem o mesmo valor que a de um adulto, mas ambos pensam, sentem e atuam de maneiras muito diferentes. O truque dos liberais é que, no Ocidente, graças ao cristianismo, acreditamos na igualdade de dignidade entre mulheres e homens, mas com a ambivalência de sua linguagem, temos uma ideia radicalmente oposta ao cristianismo: esse homem e a mulher, exceto as óbvias diferenças anatômicas, é idêntica.

É cada vez mais claro, a partir da pesquisa científica, que o cérebro masculino é muito diferente do cérebro feminino. Tenha cuidado, não disse nem melhor nem pior; apenas DIFERENTE. Também foi mostrado uma e outra vez que os interesses, motivações e prioridades vitais de homens e mulheres são diferentes. Por tudo isso, é absurdo esperar que em todas as áreas da vida exista uma igualdade de resultados entre os dois sexos. Eu sou a favor de dar as mesmas oportunidades a todos, mas eu me oponho a lutar contra todas as probabilidades, a fim de alcançar a igualdade de resultados. Participe, por exemplo, de que, entre os engenheiros, há o mesmo número de mulheres que os homens, é como cultivar oliveiras no Alasca: vai contra a natureza. Não seria mais lógico deixar cada um escolher livremente o que ele quer fazer e aceitar os resultados? Nos países escandinavos, onde as mulheres são mais livres do que em qualquer outro lugar do mundo para tomar decisões sobre suas vidas pessoais, a realidade contradiz completamente a narrativa feminista. De acordo com este estudo , quanto maior a igualdade de oportunidades entre os sexos, maior a disparidade nas escolhas profissionais. É por isso que na Noruega as mulheres dominam as profissões médicas, enquanto há muito poucas nas carreiras científicas. A lição não pode ser diferente: quando você deixa cada um escolher, os sexos escolhem coisas diferentes ... PORQUE SÃO DIFERENTES. Se as diferenças entre homens e mulheres fossem puramente anatômicas, seria difícil explicar por que, entre os melhores 100 jogadores de xadrez, há apenas uma mulher, porque não acho que seja um jogo muito físico. Poderia ser que o xadrez requer uma forma de inteligência em que os homens se destacam?

Os dogmas feministas são impostos com grande zelo (que a maioria dos católicos gostariam!) E poucos se atrevem a contradizê-los. Quando alguma figura pública diz algo fora do politicamente correto, quase sempre no próximo dia ele apresenta suas "mais sinceras desculpas pelas ofensas ocasionadas", não importa o motivo que ele tenha. Os políticos geralmente baixam suas calças rapidamente para evitar males maiores quando percebem que disseram algo muito controverso. Um bom exemplo seria quando o deputado espanhol Toni Cantó disse verdades sobre os templos sobre a chamada violência de gênero . Ele se referiu às falsas alegações, aos 3.000 euros que a União Europeia dá à Espanha por cada mulher que denuncia seu parceiro e à indiferença com que ele olha os maus tratos para com os homens. Antes do dilúvio de indignação fingida por parte do lobby feminista, em vez de dar a batalha por uma causa digna, o deputado logo se desculpou.

A medalha de ouro para o homem político mais afeminado tem que ser para o atual presidente do Canadá, Justin Trudeau. Em cada ocasião apresentada, Trudeau mostra seu feminismo, que no caso dele é uma forma de ódio contra si mesmo. Não sei se ele é homossexual, mas a julgar pelo seu comportamento e linguagem corporal, é evidente que seus níveis de testosterona são baixos. Na imagem abaixo, você pode ver como Trudeau adota uma postura fraca (suas pernas estão fechadas e ele está inclinado para trás) que ele considera virtuoso e sorri como uma criança, uma estratégia para conquistar os outros sem ter que recorrer à força. Diante dessa exibição de fraqueza, Donald Trump senta com as pernas abertas, inclinando-se para frente, como um macho dominante, com um rosto sério.

Este auto-proclamado feminista ficou chateado (não se pode dizer que ela ficou com raiva, porque ela é tão estúpida que ela seria incapaz) quando as autoridades de imigração de seu país disseram que os homicídios de honra eram bárbaros. Trudeau disse que a palavra "tão pejorativa" não servia para promover a harmonia entre as culturas. É divertido como alguém que afirma defender os direitos das mulheres se preocupa mais com os sentimentos daqueles que matam mulheres por não casar com seus pais, do que a vida dessas mulheres. Tem sua explicação: estamos falando de maometanos que matam mulheres e, como um bom liberal, Trudeau ajoelha-se antes da Religião da Paz [veja a imagem abaixo]. O islamismo, uma ideologia totalitária que realmente discrimina injustamente contra as mulheres, é uma força capaz de erradicar os restantes vestígios do cristianismo no Ocidente. Por esta razão, Trudeau e aqueles de sua classe fingem não ver nenhuma misoginia no Islã, enquanto protestam todos os dias contra o "patriarcado" maligno que erigiu o cristianismo e inventou injustiças imaginárias cada vez mais ridículas.

Trudeau, o feminista islamófilo
Se dói ver os homens políticos do Ocidente se comportam de forma tão fraca, na Igreja Católica é ainda mais doloroso. Enfrentando os inimigos até derrotá-los, assim como os grandes papas de antigamente (eu tenho o nome de São Pio X), é muito masculino para a neo-igreja pós-conciliadora. Agora, o Vaticano prefere apaziguar aqueles que odeiam a Igreja, e uma maneira de fazer isso é pedir perdão, se uma ofensa foi cometida ou não. Aquele que fez na moda pedir perdão para aplacar os inimigos de Deus foi o Papa João Paulo II. Ele pediu perdão para a Inquisição, as Cruzadas, o caso Galileu, etc. Existe algum aspecto da história da Igreja Católica para a qual ele NÃO se desculpou? Não processarei as intenções do Santo Padre; Não posso saber com que intenção ele pediu perdão por tantas coisas que, longe de nos envergonhar, deveriam nos encher de orgulho. Talvez tenha internalizado as mentiras do inimigo, dando as lendas negras historicamente seguras sobre a Igreja que todos conhecemos. Talvez ele pensasse que esse gesto de "humildade" seria melhor para cair em um mundo incrédulo. Não sei. O que eu vejo é que, após essa claudicação, essa demonstração de fraqueza, que muitos disfarçam de humildade, longe de recuperar seu prestígio perdido, a Igreja Católica tem cada vez menos influência em nossa sociedade.

"São" João Paulo II beija o Alcorão
O clérigo que aspira ao episcopado hoje tem que lembrar apenas uma regra: não causar problemas. Embora seus sermões abalam até as pedras, mesmo que ele não levante seu dedo mindinho para defender a fé católica, mesmo que ele não faça nada de realmente valioso para qualquer um; se ele não entrar em controvérsia, se ninguém se ofender, ele terá todos os papéis para ser eleito bispo um dia. O único que ele precisa é se dar bem com as pessoas que movem os fios do Poder e sabem como ganhar seus favores. O mesmo sempre foi o caso em certa medida na Igreja Católica. A corrupção e a mediocridade não são exclusivas do nosso tempo. No entanto, acredito que, em geral, o nível do episcopado no mundo diminuiu substancialmente nas últimas décadas e suspeito por que ... De acordo com o Papa João XXIII, o principal objetivo do Concílio Vaticano II era "abrir a Igreja ao mundo". Agora que a Igreja tornou-se tão mundana, é inevitável que a mentalidade do mundo tenha assumido os prelados; Em vez de sempre manter a mente de Deus e a vida eterna, eles pensam constantemente sobre seus interesses pessoais e os ganhos deste mundo.

Essa fraqueza da hierarquia católica não deve surpreender ninguém se analisarmos o novo rito da Missa promulgada por Paulo VI em 1969. Quanto à Missa usual, as mudanças vão na mesma direção: fez a feminização da Igreja. Alguns deles são:

·  Todos os aspectos sacrificais estão disfarçados; o significado essencial da Missa deixa de ser o sacrifício da Cruz, enfatizando a congregação dos fiéis e o banquete eucarístico.
·  As referências militares são eliminadas, como no Sanctus : "Deus Sabbaoth" (Deus dos Exércitos) é substituído por "Deus do Universo". A luta desdenhada contra o pecado torna-se uma peregrinação por este mundo.
·  O sacerdote se torna um dos participantes, já que a diferença entre o sacerdócio sacramental e o sacerdócio comum dos fiéis difunde.
·  As referências penitenciais são reduzidas e suavizadas.
·  A heresia da salvação universal é sugerida, esquecendo a existência do inferno. Um exemplo, onde é explicitamente dito, é o Prefácio de Domingo do Tempo Comum X, que diz o seguinte: Hoje a vossa família, reunida para escutar a palavra da salvação e participar no pão da vida, celebra o memorial do Senhor ressuscitado, na esperança do domingo que não tem ocaso, quando toda a humanidade entrar no vosso descanso.

Se acrescentarmos a essas infelizes mudanças, as inovações dos modernistas, como as mulheres que fazem as leituras e distribuindo a comunhão, acólitos, os sermões da Nova Era e as canções do burburinho insustentável, entende-se por que a grande maioria dos homens católicos deixaram por medo as igrejas. Isso é claramente visto por alguém que ainda atende a nova Missa: falta homens. Logo, nas Missas da neo-igreja, permanecerão as mulheres, crianças e afeminados.

Um homem que eu admirava uma vez me disse:

A os fracos, trate-os suavemente; O forte, com dureza.

O homem, por antonomásia, Nosso Senhor Jesus Cristo, cumpriu perfeitamente esta máxima. Quando tratava crianças, doentes e marginalizadas, era doce e carinhoso; No entanto, quando Ele teve que enfrentar os poderosos, os tratou com terrível dureza. Essa é a marca do homem real. Não procure o confronto, mas às vezes é inevitável. Por natureza, as mulheres fogem do confronto, sempre preferem o diálogo, os acordos. Talvez seja por isso que Deus queria que os homens fossem enviados em Sua Igreja.

Hoje, o que abunda na Igreja é exatamente o oposto: homens afeminados e acovardados que fogem assim que deparam com o inimigo, déspotas que destroem os pequeninos e adoram os poderosos. Eu poderia dar muitos exemplos, mas por uma questão de brevidade, eu apenas ofereço um. Recentemente, as notícias devastadoras sobre a Igreja na China estão a surgir, onde Roma aparentemente vai descartar bispos fiéis e substituí-los por bispos cismáticos sob o Partido Comunista Chinês. cardeal Zen, ícone da resistência católica naquele país, denunciou em uma carta ao Papa Francisco que o que eles propõem é "vender a Igreja chinesa" ante as exigências do governo central chinês. Se agora Roma concordar com as imposições dos comunistas, será uma bofetada no rosto para os valentes mártires chineses, que resistiram e permaneceram fiéis desde a revolução de Mao. Será como dizer-lhes: seu sacrifício foi em vão, porque agora cedemos a pressão e damos tudo o que eles querem. O que nosso Senhor diria ao Partido Comunista Chinês? Tornaram um Pilatos? Aceitou o que Caifás lhes disse perante o Sinédrio ou lhes disse a verdade?

Em suma, os homens devem ser homens e mulheres devem ser mulheres, porque não somos iguais; Somos diferentes e complementares. Quando os dois sexos retornam ao seu lugar, o mundo pode encontrar alguma sanidade. Os homens não devem ceder à pressão cultural para se tornarem afeminados; Devemos estar orgulhosos de quem somos e cultivar as virtudes masculinas. A crise na Igreja Católica tem muito a ver com a crise geral da masculinidade no Ocidente. Para começar, um bom remédio seria suprimir o novo rito nefasto da Missa e reintegrar o tradicional, que deu tantos bons frutos ao longo de tantos séculos. Onde quer que seja dita a Missa tradicional, há uma multidão de homens ansiosos para entregar-se a Deus como soldados de Jesus Cristo.

* CHRISTOPHER FLEMING
Britânico, casado com três filhos. Professor de piano e organista. Vive atualmente em Murcia, Espanha. Converteu do ateísmo e do protestantismo - modernismo. Católico até a morte, pela graça de Deus.

Tradução: Blog Salve Regina

Um comentário:

  1. Boa noite. Me chamo José Antônio. Sou de Fortaleza CE. Concordo com tudo do texto e dou o relato da minha experiência pessoal: hoje graças a Deus tenho a oportunidade de assistir a Santa Missa Tridentina (uma vez por mês. Espero um dia poder assisti-la todos os dias) na capela de Nossa Senhora da Assunção aqui na minha cidade e é impressionante o número de homens que frequentam a Capela. Já no tempo que eu assistia a missa nova, já aconteceu de ter somente dois homens na igreja (eu e o padre)...

    ResponderExcluir

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentários anônimos sem que contenha a identificação do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católicas, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem,cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos.