Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

O Eminente Título de Mãe de Deus

Deus pode fazer um mundo melhor, mas não poderia fazer uma mãe mais perfeita que a Mãe de Deus

Maria por sua maternidade divina possui uma relação real com o Verbo de Deus feito carne; essa relação se encerra na Pessoa Incriada do Verbo Encarnado, pois ela é Mãe de Jesus, que é Deus; a maternidade divina não se encerra na humanidade de Jesus, mas sim na Pessoa de Jesus. Ele, e não sua humanidade, é Filho de Maria. Como disse Caetano a maternidade divina "atinge os limites da Divindade", é, pois, seu fim de ordem hipostática, ordem da união pessoal da humanidade de Cristo com o Verbo Encarnado. [...]
Esta ordem da união hipostática supera imensamente a da graça e a da gloria, como esta última supera a da natureza humana e até mesmo as naturezas angélicas criadas e possíveis. Se as três ordens citadas por Pascoal em seus "Pensamentos", o dos corpos, dos espíritos com suas faculdades naturais e as vezes geniais e a da caridade sobrenatural, estão separadas por uma distancia infinita, o mesmo deve ser dito da ordem hipostática em relação a ordem da graça e da glória tal como se realizou nos maiores santos. "A terra e seus impérios, o firmamento e suas estrelas não valem o que vale o mais ínfimo pensamento; - todos os espíritos juntos (e suas faculdades naturais) não valem tanto como o mais mínimo ato de caridade, que é de ordem distinta, completamente sobrenatural". Da mesma maneira todos os atos de caridade dos maiores santos, homens e anjos e sua gloria no céu, estão muito abaixo da união pessoal ou hipostática da humanidade de Jesus com o Verbo. A Maternidade Divina que se encerra na Pessoa Incriada do Verbo feito carne, supera, portanto por sua finalidade, de uma maneira infinita a graça e a glória de todos os eleitos e a plenitude da graça e da glória recebia pela mesma Virgem Maria.
Disse Santo Tomás [...] "A humanidade de Cristo por estar unida a Deus, tem certa dignidade infinita por sua relação com o mesmo Deus, pois não pode existir nada melhor que Deus mesmo". São Boaventura também disse "Deus pode fazer um mundo melhor, mas não poderia fazer uma mãe mais perfeita que a Mãe de Deus". Como nota P.E. Hugon, O.P, "A Maternidade Divina é por sua natureza superior a filiação adotiva. Está não estabelece mais que um parentesco espiritual e místico, mas a Maternidade Divina da Santíssima Virgem estabelece uma relação de parentesco de natureza, uma relação de consanguinidade com Jesus Cristo e de afinidade com toda Santíssima Trindade. A filiação adotiva não obriga tão estritamente a Deus para conosco; a Maternidade Divina obriga a Jesus os deveres de justiça que os filhos, por obrigação natural, tem para com seus país, e confere a Maria domínio e poder sobre Jesus, pois não é mais que um direito natural intimamente unido a dignidade materna". A Maternidade Divina, por conseguinte, supera todas as graças gratis datae ou carismas, como são a profecia, o conhecimento dos segredos dos corações, o dom de milagres ou de línguas, porque estes dons, externos, de certo modo são inferiores a graça santificante. Notemos também que a Maternidade Divina é imperecível, enquanto que a graça se pode perder aqui na terra. 
Garrigou Lagrange, La Madre de Dios y Nuestra Vida Interior, pp. 25-27.        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentários anônimos sem que contenha a identificação do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católicas, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem,cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos.