Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

domingo, 24 de setembro de 2017

Ave, cheia de graça!

"A salvação está novamente n’Aquela que é “mais terrível que um exército em ordem de batalha”"

Padre David Francisquini
A gravíssima crise moral que aflige nossa sociedade está refletida nos falsos prazeres que a vida moderna oferece e em busca dos quais correm sôfregas as multidões. Nem mesmo os tementes a Deus estão imunes aos efeitos dessa crise, que desvia do reto caminho que conduz ao Bem supremo e à felicidade eterna.
A atração pelos prazeres desordenados decorre do pecado original, que tornou nossos primeiros pais e toda a sua descendência sujeitos ao pecado, à doença e à morte.
A única exceção foi a Santíssima Virgem, escolhida para ser a Mãe de Deus. Nascida sem culpa original, conforme o atestaram o Anjo e Santa Isabel — “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo” e “Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto do teu ventre”, o demônio nunca teve qualquer poder sobre Ela. Antes, pelo contrário, diante de Nossa Senhora ele é um eterno derrotado. É o que se comprova ao longo da História.
Na sua luta contra os albigenses radicados no sul da França, São Domingos de Gusmão se deparou com almas tão obcecadas e afastadas de Deus e da verdadeira Religião que, por orientação expressa de Maria Santíssima, começou a difusão da devoção ao Santo Rosário, e só assim se extirpou a heresia albigense (ou cátara) daquela região.
Nas batalhas de Belgrado (1456), Lepanto (1571) e Viena (1683), foi ainda Nossa Senhora quem deu a vitória às hostes católicas contra as insidiosas arremetidas dos sequazes de Maomé. E hoje, diante de uma Europa invadida por muçulmanos de todos os quadrantes — o que só foi possível pelo concurso de suas próprias autoridades civis e religiosas —, a salvação está novamente n’Aquela que é “mais terrível que um exército em ordem de batalha”.
Basta a humanidade se afastar da Mãe de Deus — levada talvez pelo falso temor de que a devoção a Ela poderia diminuir em algo Jesus Cristo, ou ainda para não desagradar a algum protestante — para que tudo comece a minguar.
Qual arca salvadora, prevendo o que ia se passar no mundo nesses últimos 100 anos, Nossa Senhora pediu oração, penitência e emenda de vida, bem como a consagração da Rússia ao Seu Imaculado Coração. Infelizmente a humanidade não correspondeu, e por isso está sendo assolada por toda sorte de calamidades, físicas de morais.
No entanto, além desses pedidos e da previsão de castigos, caso os homens não se convertessem, a Santíssima Virgem também prometeu o triunfo de Seu Imaculado Coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário