Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

sábado, 30 de setembro de 2017

30 de setembro - São Jerônimo, Sacerdote, Confessor e Doutor


São Jerônimo de Peter Paul Rubens
“Procurai ter a simplicidade da pomba, para não andardes armando ciladas a ninguém”.



Duplo – Param. brancos
Sofrônio Aurélio Jerônimo nasceu na Dalmácia. Por motivos de estudos, foi a Roma, a França, à Grécia e à Ásia Menor. Foi ordenado Sacerdote em Antioquia e serviu de secretário do Papa São Damásio¹, do qual recebeu o encargo de rever o Novo Testamento. Após a morte do Pontífice, retirou-se à gruta de Belém, onde, entre ásperas penitência e jejuns, traduziu toda a Bíblia, conhecida pelo nome de Vulgata (Or.). É um dos quatro grandes Doutores da Igreja latina e foi o luminar das ciências sagradas, especialmente as que se referem à Sagrada Escritura. Morreu em 30 de setembro de 420, em Belém.
Missal Romano Quotidiano – Latim/Português – Edições Paulinas 1959 
_____________
¹ Papa São Damásio, nasceu em território atualmente português em Guimarães ou em Idanha-a-Velha no ano de 305. Foi Papa de 01 de outubro de 384 até a sua morte em 11 de dezembro de 366. Foi o primeiro Pontífice a usar o anel do Pescador, como símbolo de São Pedro.
*-*-*-* 

30 de setembro: Festividade de São Jerônimo — “Martelo dos hereges”

Paulo Roberto Campos
Eusebius Sophronius Hieronymus, São Jerônimo, também conhecido por Jerônimo de Estridãodestacou-se como teólogo, historiador, um dos quatro doutores latinos — juntamente com Santo Agostinho, Santo Ambrósio e São Gregório —, tradutor da Bíblia para o latim (conhecida como Vulgata — “vulgare”, ou seja, de uso comum).
O grande santo nasceu em Estridão (província romana da Dalmácia) por volta do ano de 347 e faleceu em 30 de setembro de 420, na cidade de Belém (Palestina).
Sobre São Jerônimo comentou o Padre Ribadaneira, o biógrafo de Santo Ignácio de Loyola:
“Foi nobre, rico, de grande engenho, eloquentíssimo; sapientíssimo nas línguas e ciências humanas e divinas; na vida, espelho de penitência e santidade; luz da Igreja e singular intérprete da divina Escritura, martelo dos hereges, amparo dos católicos, mestre de todos os estados e condições de vida e luzeiro do mundo” [...]
“Todos acorriam a ele, e cada qual procurava ganhar-lhe a vontade: uns louvavam sua santidade, outros a doutrina, outros sua doçura e trato suave e benigno, e finalmente todos tinham postos os olhos nele como em um espelho de toda virtude, de penitência, e oráculo de sabedoria”
A Bíblia de Gutenberg da Biblioteca
Pública de Nova Iorque, uma das edições
da Vulgata, a obra-prima de Jerônimo.
Simplicidade da pomba e astúcia da serpente
São Paulino (séc. V), Bispo de Nola (província de Nápoles), em uma de suas cartas transcreve um trecho de São Jerônimo que bem nos faz compreender o porquê o Santo recebeu o epíteto “Martelo dos hereges”:
“Procurai ter a simplicidade da pomba, para não andardes armando ciladas a ninguém. E ao mesmo tempo tratai de ter a astúcia da serpente para que não sejais derrubado pelas investidas de outrem: pois em um cristão há pouca distância entre o vício de enganar os outros e o de deixar-se por outros enganar” (epist. LVIII).

Nenhum comentário:

Postar um comentário