Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

terça-feira, 22 de agosto de 2017

22 de agosto - Imaculado Coração de Maria


“Meu coração proferiu estas palavras felizes: É ao rei que consagro as minhas ações”.


Duplo de II classe – Param. brancos

A devoção ao Coração Imaculado de Maria germinou na era patrística e desenvolveu-se na Idade Média e nos tempos modernos, por obra de São Bernardo, de Santa Gertrudes, de Santa Brígida, São Bernardino de Sena e São João Eudes. Este último foi o maior apóstolo do culto ao Imaculado Coração de Maria, e em 1648 conseguiu obter a festa do Bispo de Autun (França). A Santa Sé mostrou-se favorável ao início do século XIX, até que, em 1805 Pio VII¹ concedeu a celebração da festa às Dioceses e às Congregações religiosas que lhe faziam pedido. Mais tarde (1855), Pio IX² aprovou a Missa e o Ofício próprios. Durante a última grande guerra³ (8 de dezembro de 1942), Pio XII4 fez a consagração da Igreja e de todo o gênero humano ao Coração Imaculado de Maria e, três anos após (1945), estendia a festa à Igreja universal.
O objeto primário da festa do Coração Imaculado de Maria é a sua mesma pessoa. O objeto secundário é o Coração simbólico, isto é, o coração físico da Virgem, enquanto é símbolo de seu amor e de toda sua vida íntima. O Coração Imaculado de Maria é a expressão de todos os seus santíssimos afetos e, sobretudo de sua ardentíssima caridade para com Deus, para com seu Filho e para com todos os homens (Lição), que lhe foram confiados solenemente por Jesus agonizante (Ev., Com.).
A liturgia da Missa sugere o louvor e ação de graças ao Senhor por nos haver dado uma Mãe tão poderosa e misericordiosa (Gr., Al., Of.), à qual nos podemos dirigir confiantemente em qualquer necessidade (Intr.). Inspira-nos, outrossim, que conduzamos uma vida segundo o coração de Deus (Or.) e que peçamos a Virgem Santa a chama de uma ardente caridade (Secr.).
No mesmo dia comemora-se os Santos Timóteo, Hipólito e Sinforiano, Mártires. São Timóteo, originário de Antioquia, padeceu o martírio em Roma, na Via Ostiense. Hipólito é um mártir da Igreja de Roma, cuja história é desconhecida. Sinforiano foi decapitado ainda jovem em Autun, na França.

Missal romano Quotidiano – Latim/Português – Edições Paulinas 1959
____
¹ - Pio VII: Nasceu em Cesena-Itália aos 14 de agosto de 1742, faleceu em 20 de agosto de 1823. Foi Papa de 14 de março de 1800 até à sua morte.
² - Pio IX: Nasceu em Senigália-Itália em 13 de maio de 1792, faleceu em Roma em 07 de fevereiro de 1878. Foi Papa de 16 de junho de 1846 até o seu falecimento. Terceiro Papa a nascer no dia 13 de maio e o primeiro a ser fotografado. Designou São José como padroeiro de toda a Igreja, reconheceu as aparições de Nossa Senhora em Salette e Lourdes, proclamou o dogma da Imaculada Conceição, convocou o Concílio Vaticano I.
³ - II guerra mundial de 1939 a 1945.
4 – Pio XII – Nasceu em 02 de março de 1876 em Roma, faleceu em 9 de outubro de 1958. Pontificado de 12 de março de 1939 até a sua morte. Entre suas realizações, definiu o dogma da Assunção de Maria em 1950. Foi ordenado Bispo em 13 de maio de 1917, dia da primeira aparição em Fátima-Portugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário