Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Rústico Helpídio (séc. VI) - Carmina

Eva seduzida pelo anjo mau (Gn 3)

Para Eva 
colher o fruto proibido
O Invejoso arma sua enganação
E ela arrasta seu pobre marido
Para o mesmo caminho de perdição.

O Anjo que anunciou a Maria (Lc 1)

O anjo bom, em 
sonho a José,


Aconselha manter a união:
“O dote que ela traz em si é
Do Espírito Santo: a salvação”.

* * *

Adão e Eva expulsos do paraíso (Gn 3)

Desde então, de peles cingidos,
Trazem em si do pecado os sinais.
Do reino dos justos, ora banidos,
Grande castigo para os mortais.

O bom ladrão levado ao paraíso (Lc 23)

Mereceu o bom ladrão
Entrar no jardim sagrado,
De toda uma 
vida, o perdão,
Por ter ele acreditado.

* * *

A arca de Noé, por mandato do Senhor, salva todos os animais (Gn 6)

Do dilúvio, violento castigo,
Deus, tão bom, dá salvação.
A arca de Noé é abrigo
Aos animais da criação.

Pedro recebe visão do céu (At 10)

Em bandeja, como 
refeição,
Répteis e aves, todos os animais:
“Come, Pedro!, diz a visão,
Impuros não os julgues mais”.

* * *

É destruída a torre de Babel (Gn 11)


Levantou uma torre, a vã pretensão
De seu estulto desígnio realizar.
Não mais uma só língua, mas confusão
O castigo de Deus não se fez esperar.

Pedro e os apóstolos são ouvidos em diversas línguas (At 2)

É o vento do Espírito que abala
E torna possível um prodígio tal
Diversos idiomas numa mesma fala
Cada um ouve em sua língua natal.

* * *

José vendido pelos irmãos (Gn 37)

O inocente, por inveja voraz,
Vendem em cruel conspiração.
Ao final, o plano de Deus faz
Que se prostrem diante do irmão.

Cristo vendido por Judas (Mt 26; At 1)

Judas o sangue do justo vende
Por terrível cobiça movido.
Na forca, seu corpo se fende
E recebe o preço merecido.

* * *

Abraão leva seu filho ao sacrifício (Gn 22)

Abraão, exemplo de fé e de entrega,
Prepara a lenha para sacrificar
Seu próprio filho; a Deus não nega
O herdeiro das promessas imolar.

Cristo é conduzido à crucifixão (Lc 24)

Deixa-se elevar no santo madeiro
Por amor carregando nossos pecados
A obediência do divino cordeiro:
Na morte de um, todos são resgatados.

* * *

As codornizes e o maná alimentam os judeus (Ex 16; Sab 16,20)

Aos famintos, carne foi enviada
Com fartura, por Deus, sem merecimento
Com o pão vindo do céu foi dada
A doçura de todo alimento.

Com 7 pães Cristo alimenta 4.000 homens (Mt 15,29; Mc 8,1)

Alimentou quatro mil, uma multidão,
Com 7 pães, dizem os santos textos,
E poucos peixes, uma multiplicação
Tal que ainda sobraram 12 cestos[1]

* * *

Moisés sobe ao monte (Ex 24,12)

Subiu ao monte, Moisés obediente,
Na intimidade do Sumo Criador e Rei
Que tudo governa, Único, Onipotente,
E recebe as tábuas de Sua Lei.

Cristo ensina no monte (Mt 5)

O Verbo no monte assentado,
Sendo a própria Sabedoria, diz:
“A justiça, é o povo ensinado,
Só com o amor faz feliz.”

—–
Nota:
[1] O original equivocadamente diz: sete cestos.

* * *
Fonte: História Medieval (http://www.ricardocosta.com)
Tradução: Luiz Jean Lauand

Nenhum comentário:

Postar um comentário